Justiça suspende trecho de propaganda do PCdoB baiano encabeçada por Isaac Carvalho e partido se manifesta: “Censura”

A justiça baiana suspendeu um trecho da nova propaganda eleitoral do PCdoB estadual que associa o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), ao presidente Michel Temer (PMDB). Na peça publicitária, encabeçada pelo ex-prefeito de Juazeiro, Isaac Carvalho, são exibidas imagens de matérias jornalísticas mencionando o encontro do prefeito de Salvador com Temer para “negociar” apoio do DEM em troca de “salvar” o presidente da abertura de impeachment.

Conforme a representação do DEM, os comunistas teriam utilizado o espaço, que seria para propagar informações sobre o partido, para veicular uma propaganda de natureza eleitoral. A justiça determinou que o PCdoB deixe de veicular o trecho do programa em rádio e televisão, sob pena de pagar uma multa no valor de R$ 5 mil por dia. O partido tem cinco dias para recorrer da decisão.

Em nota, os comitês estadual e municipal do PCdoB na Bahia e em Salvador se posicionaram conjuntamente sobre a retirada do ar da propaganda do partido. No texto, os dirigentes comunistas repudiaram a tentativa do partido do prefeito ACM Neto de“censurar” o material, e garantiram que vão recorrer da decisão.

Acompanhe a nota, na íntegra:

ACM Neto não quer que o povo saiba que ele apoia Temer.

“Todos os deputados comandados por ACM Neto votaram em peso para manter o Governo Temer”, é o trecho da inserção do PCdoB que o prefeito e seu partido conseguiram censurar – não pode ser mais veiculado na TV e rádio.

O prefeito de Salvador é dono da TV Bahia e do Jornal Correio da Bahia, onde ele dá sua opinião política diariamente, sem nenhum direito a contraponto. Além disso, ele despeja milhões do contribuinte com propagandas da prefeitura, que em boa parte abastece os cofres de suas próprias empresas.

É nesse ambiente avassalador de concentração do poder de comunicação de uma família que ainda ocorre esse tipo de fato, uma censura à veiculação de uma mensagem política rigorosamente verdadeira: a de que os deputados do DEM, comandados pelo prefeito, votaram para salvar o mandato de Temer.

ACM apoiou o golpe de Estado em 2016, que resultou num verdadeiro desastre para o povo brasileiro; seu partido apoia o fim dos direitos trabalhistas e previdenciários, apoia a privatização da CHESF, o desmantelamento da Petrobras e dos bancos públicos.

O PCdoB vai recorrer a favor de seu direito legítimo de informar a população sobre as posições políticas do prefeito, que devem ser públicas. O cidadão tem o direito de saber como votam os deputados de qualquer partido, inclusive os do DEM.

Comitê Estadual e Municipal do PCdoB

Postado no Blog Carlos Britto

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

© 2017 Rádio Cidade – AM 870